Ultimas postagens :
Home » , » Manifesto em Ilhabela é criticado por minoria contraria à paralisação da balsa.Pode isso, Arnaldo?!

Manifesto em Ilhabela é criticado por minoria contraria à paralisação da balsa.Pode isso, Arnaldo?!

Written By Kim Axel Borgström on sexta-feira, 21 de junho de 2013 | 02:25


Ilhaviva cobriu o evento que contou, segundo cálculo, com 2 mil pessoas.

Antes de mais nada, gostaria de agradecer a todos os organizadores e  manifestantes que colocaram sua cara a tapa para protestar contra os mais diferentes absurdos em nossa cidade.Parabéns.

Segundo cálculos feitos por um arquiteto e urbanista, o manifesto em Ilhabela chegou a passar dos dois mil manifestantes nas avenidas da cidade.
Felizmente, conseguimos obter o resultado que queriamos:
ACORDAR A POPULAÇÃO QUE É INJUSTIÇADA TODOS OS DIAS.

Por outro lado, infelizmente seguimos sendo obrigados a ler, quase sempre das mesmas pessoas e com os mais similares interesses políticos envolvidos, que o manifesto foi "mal organizado", "com fins políticos envolvidos" e outra série de baboseiras que andei lendo por aí.
Eu, pessoalmente, acredito que essa mesma gente que criticou o manifesto, simplesmente não o entendeu ou não quis fazer o mesmo.
"Só não entende o que está acontecendo nas ruas quem ainda não foi para as ruas. "
Enquanto vocês - difamadores do manifesto e do que ele nos representou- seguem criticando o modo como não nos deixamos mais calar, nós, a população (organizada ou  não), simplesmente decidimos ACORDAR.
Se pensavam que o grito "O Brasil acordou" não abrangeria a pequena cidade de Ilhabela e, por aqui estaria tudo calmo e tranquilo como sempre, sinto muito lhes informar: mas é melhor começarem a pensar em outras jogadas para nos calar, pois a partir de hoje a tendência é só crescer cada vez mais.

Eu, como um dos organizadores do manifesto no Facebook, utilizo-me deste espaço para dar minha opinião ao que aconteceu com a "parada da balsa".

Como é sabido à todos -ou pelo menos aos que quiseram se informar- o manifesto foi organizado pelo Facebook em um evento totalmente publico e bastante divulgado dias antes da data marcada.
Ao ler e se informar, o Prefeito de Ilhabela, Antonio Colucci, nos convocou (organização do evento), para uma reunião em seu gabinete, aonde esclarecemos e estipulamos trajetos, objetivos e outros.
Juntamente com a presença do Secretario de Gabinete, diretor de transito e outros.

O trajeto, divulgado dias antes do manifesto e apoiado por todos os participantes do evento, foi percorrido durante a manifestação, porém, houveram sim alguns imprevistos no meio do caminho.
A paralisação da balsa não foi combinado no Facebook e nem estipulado no trajeto divulgado.Porém, o povo decidiu seguir e pará-la.E como sabemos: a voz do povo é a voz de Deus...e no caso, quem sou eu para controlar isso?!
Como estávamos -eu e a organização- conduzindo o manifesto até o momento, entramos em contato com um representante da DERSA que estava lá para buscar soluções e alternativas em caso de urgências.
O mesmo nos solicitou que abríssemos a passagem para idosos, gestantes e pessoas doentes que precisariam atravessar.E isso foi atendido.A nossa unica reivindicação, que também foi ouvida e concordada, era de que carros não atravessariam.

Vejam o vídeo abaixo e assistam como fomos coerentes com o que a DERSA pediu-nos.


Voltando ao assunto: 

O manifesto, que teve organização/rota/conversa com prefeito e etc, concluiu-se após a chegada dos manifestantes na garagem da Fênix e á leitura dos itens que estávamos por reivindicar com o ato.
Após isso, o manifesto se tornou totalmente desorganizado (no sentido de conter uma equipe organizadora) e, por escolha parcial da população, decidiu-se voltar a balsa e paralisa-la novamente por algumas horas.
E aí já não estávamos mais "responsáveis" como organizadores..e isso foi notificado às autoridades presentes.

Manifestantes pararam a balsa em Ilhabela (foto:Thito Strambi) 
Tomar a balsa: o que representou isso?
Não vejo outra maneira de dizer o quão, na minha mais humilde opinião, foi lindo de se ver.
Independentemente das classes, cores, sexos, tipos de pensamentos e quaisquer outras classificações inventadas nos dias de hoje: Ilhabela foi quem realmente esteve lá.
A mesma que há anos é tratada como lixo pelo seus superiores...a mesma que vive sem qualidade no setor da saúde e tantos outros.Que sem a ordem pelas ruas, não me permite uma boa caminhada noturna sem ter o medo de ser assaltado.
Tomar a balsa, não significou baderna.Significou uma ATITUDE.E é isso que buscamos da população, para com os nossos representantes públicos e vice-versa.

foto: Maristela Colucci
Hoje, Ilhabela acordou e comprovou isso.Mas não duvidem: ela seguirá acordada e manifestando-se pelos direitos de qualidades que merece. #VemPraRuaVemMasSemViolência

Organizadores pedem a retirada do pessoal na Balsa para concluir trajeto divulgado no Facebook



Aproveito para agradecer a presença de todos e principalmente ao trabalho realizado pela Polícia Militar durante o "escoltamento" dos manifestantes.O pessoal do transito também agiu bem e compreendeu nosso manifesto.
Share this post :
 
Política & Cia : Copyright © 2013. Política & Cia - O portal de notícias políticas em Ilhabela - All Rights Reserved