Ultimas postagens :
Qual vereador merece ser seguir legislando?
Adilton Ribeiro
Dra. Rita
Sampaio
Luizinho da Ilha
Dr. Thiago
Profª Dita
Gracinha
Carlinhos
Valdir/Guarubela/Nagib*
Votar
resultado parcial...

    Tribunal de Justiça revoga liminar e TPA volta a ser cobrada nesta terça-feira em Ilhabela

                                 

    O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo revogou nesta segunda-feira (29/4) a liminar que suspendia a cobrança da TPA (Taxa de Preservação Ambiental) em Ilhabela. Com isso, a taxa volta a ser cobrada já nesta terça-feira (30/4), a partir das 6h. 

    O desembargador Luiz Ganzerla acatou o pedido de reconsideração impetrado pela Prefeitura e revogou a decisão. “A lei questionada, como indicado, é de 2007 e sofreu alterações em 2008 e 2009, assim vigora há mais de cinco anos. Desta forma se gera seus efeitos por longos períodos, sem óbice, fica evidente faltar o periculum in mora, justificador de concessão de liminar”, relatou o desembargador do TJ. “Logo, se a lei vigora há tempos, não é possível que somente agora possa causar graves transtornos ou lesão de difícil reparação”, complementou o relator do processo. 

    A cobrança da TPA havia sido suspensa por meio de liminar no dia 15 de abril pelo próprio Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo , que acatou na ocasião uma (Ação Direta de Inconstitucionalidade) impetrada pela Procuradoria Geral do Estado. Imediatamente, a Prefeitura protocolou o recurso junto ao TJ, que culminou na reconsideração da medida liminar nesta segunda-feira (29/4). “Fico satisfeito em ver que a Justiça reconsiderou a decisão, uma vez que nosso orçamento está composto e uma das receitas vem da TPA. Vale ressaltar que a cobrança da Taxa de Preservação Ambiental já foi avaliada anteriormente e é considerada constitucional”, salientou o prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci. 


    De acordo com o chefe de Gabinete da Prefeitura, Julio Cezar De Tullio, que esteve em São Paulo junto com o procurador jurídico municipal Marcel Henrique Silveira Batista na ocasião da apresentação do recurso, o fato da Justiça reconsiderar a decisão reafirma a legalidade da cobrança. “Lutamos muito para reverter esta decisão e mais uma vez mostramos que a cobrança é constitucional”, destacou o chefe de Gabinete. 


    Os valores arrecadados com a TPA são investidos principalmente no transbordo do lixo, destinado para o aterro de Tremembé, bem como na aquisição de equipamentos para a Secretaria de Meio Ambiente e ainda na castração e chipagem de cães e gatos, que são ações propostas pela Prefeitura e aprovadas pelo Conselho de Meio Ambiente. Os valores arrecadados e os investimentos são publicados mensalmente no portal do município na internet 


    (fonte:www.ilhabela.sp.gov.br).

    "Secretário de Administração passa a ser Secretário de Meio Ambiente e líder da oposição (PMDB) ocupa cargo de confiança na Administração"

    Antes de mais nada, leiam o post da semana passada sobre o assunto
    Reflexão: Secretário do Meio Ambiente é demitido.Quem ocupará seu cargo?!


    Como já foi comentado aqui no blog, o secretário de Meio Ambiente, Edvaldo Anísio Silva, teria sido demitido do cargo após uma série de conflitos com o prefeito Antonio Colucci.

    Visto que ser um secretario do Meio Ambiente, em uma cidade aonde o turismo é praticamente 100% voltado às nossas praias, cachoeiras e natureza em si, creio eu que além de confiança, o eleito ao cargo deve ser alguém que tenha conhecimento técnico e anos de função na área.

    " Ilhabela não merece isto, afinal esta deveria ser a pasta mais importante de nosso município, sem meio ambiente preservado não teremos Turismo, que é nossa unica fonte de renda, precisamos de gente que entenda da pasta, que tenha formação, não dá para experimentar mais um, já foram 5, e nenhum deles foi capaz de melhorar NADA, estamos com quase todas as praias impróprias, 90% dos córregos do canal poluídos, não melhoramos nada da coleta seletiva de resíduos, continuamos jogando nosso lixo no "terreno do vizinho" enviando para Tremembé. Chega de cargos políticos, precisamos de técnicos capacitados. Sem contar que pessoas que maltratam animais NUNCA deveriam ser indicados ao cargo de Secretário, principalmente de Meio Ambiente."
                         Comentário da Gilda Nunes no grupo Eleições 2012.

    O rodízio no cargo de Secretário
    Desde o primeiro dia que assumiu como prefeito do município em 2009, Colucci já tirou e colocou cerca de cinco secretários na pasta do Meio Ambiente, entre eles, o atual secretario de Turismo da cidade, Harry Finger.

    "Ninguém mais entende qual é a lógica que o Toninho segue, para colocar gente que não tem conhecimento técnico nas áreas em que são agregados, e depois de um tempo retira-los por falta de conhecimento e estudo.É um absurdo." Reclamou um morador inconformado.

    O mais novo secretário do Meio Ambiente
    Segundo o jornal Canal Aberto, o cargo de secretário do Meio Ambiente foi passado para o atual secretario de Administração, Cristobal Parraga.

    Conheça um pouco sobre o mais novo secretario do Meio Ambiente
    (fonte:PMI)
    • Nome: Cristobal Parraga
    • Idade: 47 anos
    • Mora em Ilhabela há 24 anos
    • Desde que chegou ao município sempre atuou na área comercial.
    Marido e líder da oposição (PMDB) assume cargo de confiança na secretaria de Administração
    Com a saída do secretario de administração, o cargo fica vago e, segundo também o Canal Aberto, será ocupado pelo Luiz Biondi, presidente do PMDB(ou ex-presidente)....e que por coincidência, é marido da Maria Inez Fazzini, ambos participantes da oposição partidária na cidade e apoiadores na campanha do ex-prefeito, Manoel Marcos Ferreira "Mané".

    Aproveitando a oportunidade:
    "A pedido do Sr. Prefeito a Reunião do Conselho do Meio Ambiente de abril acontecerá no próximo dia 30 de abril na Paço Municipal às 15 horas. Acho que será indicado o novo Secretário, cargo político sem capacitação técnica."


    A crise sócio-política de São Sebastião

                                                           


    A crise sócio-política

    Embora muita gente não queira aceitar que a cidade está em crise, o município de São Sebastião tem saído em diversas matérias dos maiores jornais e revistas do país, deixando de mostrar a beleza de suas praias e belas paisagens, para apresentar problemas de descasos públicos e sociais.

    A crise em que falo foi bem colocada em outras palavras pelo comentarista da radio Morada do Sol, Angelo Itavo Neto, quando ousou utilizar a expressão "Instabilidade política de São Sebastião".
    Talvez, de todas as maneiras que possamos chamar o que hoje ocorre no município, uma uma crise sócio-política decorrente de uma instabilidade política, possa ser a melhor e mais simples maneira de exemplificar o contexto atual da cidade.

    Há anos a cidade é desgovernada por autoridades publicas que não se preocuparam em planejar e estudar o caminho a ser percorrido, para balançar o bem social e o econômico.
    É certo que muitas outras cidades de diferentes regiões e países também seguiram o mesmo rumo, afinal, em anos de um palco global capitalista, quem não corre atrás do lucro próprio acaba sendo deixado para atrás.Trata-se do famoso corrupto e interessado na política somente pela facilidade de desviar e ganhar dinheiro fácil..

    O fato é que São Sebastião teve seu crescimento econômico de uma hora para a outra e impulsionado principalmente, graças a criação do Porto de São Sebastião nos anos 60 e também com a instalação do maior oleoduto da unidade da Transpetro (a subsidiária da Petrobras responsável pelo transporte de petróleo e demais combustíveis),o Tebar.
    Ambas são obras que atualmente ameaçam a região e o próprio município.

    A Instabilidade Política

    Em poucas palavras, uma instabilidade política é referida a uma certa ocasião em que o povo perde a total confiança em seus governantes, a ponto de se unirem em facções com diferentes ideologias opositoras e lutarem por uma nova eleição.No Brasil, isto aconteceu com o governo Collor.

    Graças às redes sociais, a sociedade contra o atual governo pôde se unir e convocar reuniões e manifestos para pedir a saída do prefeito, duas vezes cassado em menos de um mês, Ernane Primazzi.
    O mesmo prefeito conseguiu por duas vezes se manter no cargo mesmo cassado pelo poder judiciário da cidade.

    Em uma delas, isso só foi possível graças ao estado de Calamidade em que se encontrava a região sul do município com as enchentes.

    Tá todo mundo perdido

    Esta é outra realidade.
    Um dia a população recebe a notícia da cassação do prefeito, se enche de alegria, solta fogos e no dia seguinte, o mesmo poder que o condena, o liberta e o mantém no cargo.
    Qual é, Judiciário?!
    Obviamente ninguém duvida de que o juiz, na ocasião o Kirschner, tenha estudado o caso e por lei esta decisão foi tomada corretamente.Mas tá na cara que a população não entende o porquê - ou pelo menos não quer saber de entender- , e a partir daí, todos os envolvidos são corruptos, mentirosos e/ou ladrões, aumentando cada vez mais a tensão de raiva e revolta na cidade.Em outras palavras, instabilizando politicamente a região.

    Os manifestos prós e contras

    A população de São Sebastião se encontra totalmente dividida entre oposição e situação (contrários a atual administração e a favor da atual administração).

    Semanas atrás, cerca de 70 pessoas saíram às ruas pedindo a saída do prefeito cassado, Ernane Primazzi. Não é foi um numero consideravelmente grande, mas é um numero e ele reflete um sentimento de angústia e desânimo da população com o seu governo.

    Por outro lado,  a cidade viu um tipo de manifesto apoiando o prefeito em frente à Câmara Municipal da cidade, na praça do coreto.Segundo o site favoritoregional, o manifesto contou com mais de 700 pessoas gritando e apoiando o prefeito cassado.

    Pelo Facebook, a oposição e outras pessoas lutando pelo bem e democracia da cidade, divulgaram vídeos mostrando funcionários públicos comparecendo ao manifesto em pleno horário de serviço e pediram respostas ao poder publico para tal atitude.

    Os poderes se calaram

    Tanto o judiciário, quanto o executivo e o legislativo, se encontram calados e aparentemente aguardam uma baixa de revolução na cidade, para voltar a focar no principal de seus cargos: o bem estar social.

    O Legislativo, que deveria fiscalizar o executivo, que por sua vez se se encontra em crise, tem como maior representante pela luta da democracia, o vereador Gleivison Gaspar.
    O mesmo segue lutando contra a falta de transparência e atitude no caso do cassado Ernane Primazzi,mas mesmo assim segue alertando todo o resto do poder publico ao lembrar a falência em que se encontra o município há anos....mesmo sendo um dos mais ricos da região.

    O Judiciário, como bem disse o Neto Itavo durante o programa ao vivo na rádio, é o mesmo desde sempre.
    "Não se trocam os personagens.Tanto aqueles que estão sendo investigados, como os próprios investigadores e até aqueles que serão os julgadores da questão...Enfim, em todas as esferas, os protagonistas são os mesmos."

    As eleições ainda não acabaram em São Sebastião

    Em grande maioria, a população clama a volta de um município bem administrado e pensado no bem estar social, alinhado ao crescimento econômico.
    E por estas e outras, as diversas cassações e acusações contra a administração atual acabam criando uma grande expectativa popular, de que novas eleições irão ocorrer e que aí o prefeito atual será retirado de cargo.

    Para finalizar, só aguardando os próximos dias, semanas e meses para saber até onde irá toda essa crise.

    Reflexão: Secretário do Meio Ambiente é demitido.Quem ocupará seu cargo?!

    Edvaldo Anísio Silva



    "A demissão"
    Segundo especulações, o ex-secretário do Meio Ambiente, Edvaldo Anísio Silva, se demitiu do cargo após se desentender com o prefeito Antonio Colucci, em praça publica.
    Segundo um morador da cidade, o desentendimento ocorreu
    devido a uma compra de equipamento errado,  no caso uma prensa para o centro de triagem.

    "Edvaldo levou um chute no saco do Toninho em plena praça publica!Ficou literalmente de saco cheio e pediu as contas" 
     completou o morador
     (Ainda não houveram notificações oficiais da prefeitura)

    A Reflexão do Cargo de Secretario

    "Ser secretario antes de tudo é ser um servidor público que tem como objetivo atender a população sem distinção, estar atento em todos os momentos para amenizar os problemas pertinentes a seu posto. ser um vigia diuturnamente do patrimônio o qual esta sobre sua  jurisdição e da municipalidade.
    É dedicar-se exclusivamente a causa pública, não faltando sequer um dia para que possa estar atento em todos os momentos as atividades da secretaria.Observar o plano diretor e o orçamento para executar os serviços e controlar os gastos, sem comprometer o chefe do executivo que depositou plena confiança ao outorgar este cargo."
    Este foi um texto retirado do site da Prefeitura de Apaí, falando sobre a importância e objetivos do secretario, que por ser um cargo de confiança do Prefeito, pode ser ocupado por qualquer um que seja indicado, independentemente de sua área profissional.
    Então, aproveitando a ocasião e demissão do secretario de Meio Ambiente, deixo uma pergunta a vocês:

    Será que o próximo a ocupar a vaga como secretario do Meio Ambiente terá um mínimo do conhecimento em um assunto tão delicado para o nosso município? Ou será mais um a ocupar a vaga por interes$e?

    Aguardemos.

    Pais de alunos da Escola de Vela de Ilhabela enviam à Prefeitura uma lista de carências e faltas de cuidado com o projeto

    Logo após ter postado a matéria "Ilhabela é ou já foi a Capital Nacional da Vela?", algumas pessoas me procuraram para falar sobre a "crise" que passava o projeto Escola de Vela de Ilhabela (Navegar).
    Uma delas me enviou um arquivo de um abaixo assinado com alguns itens que os próprios pais de alunos perceberam na Escola.
    É um arquivo de 2012 que reflete também a carência de 2011 e 2013.

    Ilhabela é ou já foi a Capital Nacional da Vela?



    Regata em Ilhabela (Ricardo/Ilhaviva)
    "Ilhabela tem como fama ser a Capital da Vela por sua privilegiada posição geográfica. Os fortes ventos que sopram no Canal de São Sebastião, que separam a ilha do continente, são constantes e com mais de 10 nós em 75% dos dias. Por isso, os esportes a vela, windsurf e kitesurf são praticados na cidade durante quase todo o ano, e em julho acontece anualmente a Semana Internacional de Vela de Ilhabela, o mais tradicional evento da modalidade no Brasil e um dos mais importantes da América Latina."
                         via ilhabelasp
    Descrita em diversas propagandas como um dos melhores lugares do país para o esporte e lazer náutico, Ilhabela tem passado por algumas dificuldades no setor  nestes últimos anos.
    Com a possível ampliação do porto de São Sebastião e a movimentação de petroleiros existentes em nosso canal, regatas e diversas atividades náuticas se tornaram canceladas ou temporariamente paralisadas devido a atracação de navios, passagem de cruzeiros e outros.

    Há tempos ouvia-se muito mais sobre atividades náuticas em nosso município, do que se escuta hoje em dia.
    Mesmo em campeonatos, como o da Rolex Sailling Week, a vela era muito mais valorizada em tempos atrás, não sendo apenas investida em véspera de feriados.
    Parece que depois de receber o titulo de Capital da Vela, a iniciativa para manter o título foi diminuída e hoje já não se fazem mais campeonatos e incentivos para a criançada entrar na vida náutica.
    "Sou morador  de Ilhabela  velejo  há 7 anos.Não é muito tempo, mas é o suficiente para ver  a capital da vela se a fundar" Wesley Vital, jovem velejador.
    Quem procura aulas gratuitas para inciar a vida de velejador, também acaba encontrando diversos problemas, como falta de vagas e equipamentos em um dos projetos mais esquecidos pelo poder publico, o Projeto Navegar (Escola Municipal de Vela).

    O esquecimento do Projeto Navegar

    Projeto Navegar antes de
    se tornar a Escola de Vela 

    Iniciado no ano de 2002 por inciativa do poder publico do município e pressão de velejadores locais, o projeto Navegar previa oferecer cursos gratuitos na área náutica para todos os interessados em descobrir a arte de um bom velejo pelo nosso canal.
    Tendo também o apoio do ex-secretário Estadual da Juventude, Esporte e Lazer na gestão de Geraldo Alckmin, Lars Grael, o projeto cresceu e foi bastante valorizado em seus primeiros anos de fundação.
      Atualmente, o projeto se chama Escola Municipal de Vela e além de possuir uma sede na praia do Saco da Capela, agora tem também na Praia Grande, região Sul do município.

    Com a saída de Lars Grael, de um dos cargos desportivos mais influentes do Estado, o projeto acabou ficando no esquecimento e deixado nas mãos do próprio poder publico do município de Ilhabela.
    Fato este que por falta de investimentos e preocupação com o esporte e lazer náutico,  acabou me forçando a escrever sobre isso.      Ilhabela é ou era a Capital Nacional da Vela?


    Este é o comentário dado por um velejador do município, que sem apoio algum da prefeitura conseguiu subir ao pódio de diversos campeonatos brasileiros e mundiais, representando a cidade de Ilhabela.

    Já o jovem velejador Jonas Muro Gomes, de apenas 19 anos, complementou e defendeu o fato de que parte de manutenção anda meio capenga, mas que segundo ele,  deve ser por conta da burocracia na hora de pedir material. "Lá eles reclamam muito disso...demora muito!Mas ao menos uma vez ao ano reformam os barcos do projeto."Finalizou o velejador.

    "Marcão faz milagre naquele lugar"
    Outro velejador defendeu a ideia de que o projeto já passou por três diferentes fases:
    A primeira e a melhor tendo o velejador Marcos Cardial, como diretor do projeto em seu inicio.
    A segunda e mais parada sem a presença do Marcão, como é conhecido, na diretoria.
    E a terceira  a atual fase, onde ele voltou depois de ver o projeto se desfazendo e indo por água baixo.
    Hoje em dia, é notável a falta de barcos e manutenções básicas no projeto.
    Este tipo de coisa acaba forçando com que alunos que queiram aprender a velejar tenham que procurar outros locais, geralmente pagos, para poder inciar a prática da vela devido a falta de equipamento e barco no projeto.

    Dinheiro publico para investir no projeto tem, o que falta é vontade.
    A imagem abaixo foi retirada de uma das justificativas dadas pelo ex-vereador da Câmara Municipal de Ilhabela, Erick Pinna, em uma emenda modificativa ao Projeto de Lei nº 086/2012, que estima a receita e fixa a despesa do município de Ilhabela, para o exercício do ano de 2013.


    Clique para ampliar
    E na sua opinião?Ilhabela é ou já foi a Capital Nacional da Vela?

    Decisão de juiz eleitoral cassa diploma e torna inelegível por oito anos o atual prefeito Ernane Primazzi

                                                                  (fonte ainda não oficial)
    Manifesto pediu retirada do  Ernane (Facebook)                      

    A notícia ainda não foi oficializada, mas esperança de finalmente retirar o atual prefeito Ernane Primazzi do cargo executivo do município de São Sebastião, só tendeu a crescer depois da ultima quinta feira, dia 18 de abril.
    Embora esteja com o diploma cassado e inelegível por oito anos, o prefeito ainda poderá recorrer e se manter no cargo até o final do seu mandato.
    "Por todo o exposto, JULGO PROCEDENTE a presente INVESTIGAÇÃO JUDICIAL e casso o diploma dos representados, condenando-lhes, ainda, à pena de oito anos de inelegibilidade."  
    (18/04/13 GUILHERME KIRSCHNER- Juiz de despacho eleitoral)
                               Leia a sentença divulgada pelo facebook inteira clicando aqui
    "A Pedido de Investigação Judicial Eleitoral por Abuso de Poder Político, de Autoridade e Econômico, e por Uso Indevido dos Meios de Comunicação Social apresentado por Ação Seriedade e Trabalho, á qualificado, em face de Primazzi e outros, qualificados, na qual alegam, em síntese, que os representados estão fazendo uso indevido dos meios de comunicação social – Jornal Expressão Caiçara – mediante abuso de poder político, de autoridade e econômico, na medida em que referido jornal vem fazendo explícita propaganda eleitoral, sem qualquer cunho informativo, extrapolando o direito de informação."
                                 Quando houverem mais informações, estarei postando elas aqui.

    Reveja os links publicados no blog sobre o assunto:

    Manifesto popular pede saída do atual prefeito cassado, Ernane Primazzi

    Prefeito de São Sebastião, Ernane Primazzi, é cassado pelo MP









    (Imprensa Livre 17/04/2013) Cobrança de TPA é suspensa por inconstitucionalidade

    Minha opinião na matéria
    "Já o estudante de Ilhabela, Kim Axel Borgström, 18 anos, acredita que, na teoria, a TPA é uma fonte de renda extra para o município que possibilita o investimento nas áreas que a ilha mais precisa, como na infraestrutura ecológica e na preservação ambiental. “Mas o problema é que a população não tem muito controle dos gastos e tampouco sabe para onde vai toda essa arrecadação, mesmo com a transparência fiscal”, disse Borgström, que não concorda com o recente aumento em 25% do valor da taxa. “Isso acaba desanimando os turistas a virem para cá, com os preços antigos já havia um bom arrecadamento”, completou."
    Leia a matéria completa

    (Imprensa Livre: clique para ampliar)

    Afinal, o que querem os taxistas e a prefeitura de Ilhabela?

                                   

    Nesta ultima segunda feira, 15 de abril, o prefeito Antonio Colucci se reuniu com cerca de vinte taxistas, para  definir o novo reajuste na tarifa cobrada pelo serviço de táxi no município.
    A reunião, que ocorreu na própria prefeitura,  contou com a presença dos taxistas, do prefeito e também do chefe de gabinete, Cézar de Tullio, que segundo ele "o reajuste será definido por decreto e passará a valer após a aferição dos taxímetros no próximo dia 26 de maio".

    Os taxistas cobravam do prefeito um reajuste de 25% no valor da tarifa cobrada, devido ao aumento da demanda do serviço nos últimos anos.
    A prefeitura assinou o termo concordando com apenas 15% do aumento no valor da tarifa, o que faz com que de R$3,00 o preço cobrado por quilometro rodado, seja agora R$3,45.

    Em 2011, a prefeitura foi exigida pelo Ministério de Turismo a implantar o sistema de taxímetro para todos os taxistas do município, por se tornar uma cidade indutora do turismo para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil.
    Segundo alguns moradores de Ilhabela, essa implantação de sistema pôde tranquilizar, tanto a população local, quanto os turistas que fazem uso do serviço: "sem duvidas que com esse novo sistema de cobrança, a gente pode ficar mais tranquilo por estar saber qual é o real valor que estamos pagando pela nossa corrida no táxi.Não tem mais enganação ou tabelamento de preços absurdos".
                                    Afinal, o que querem os taxistas e a prefeitura?
    A falta de transportes públicos e coletivos durante o período da madrugada, acaba se tornando um grande problema na vida de gente que não tem condições de voltar dirigindo pra casa e também daqueles que não possuem dinheiro suficiente para poder pagar um táxi.


    Acredito eu, que o sistema de táxi no mundo inteiro, ou pelo menos do pouco que conheço, se transformou - ou sempre foi - um sistema para pessoas de mais alta condição econômica.Mas tratando-se de Ilhabela, o que é que os taxistas querem?!



    Haviam-se épocas, em que ir da balsa até o perequê, saía mais caro do que ontem ir comprar 1kg de tomate no supermercado do Arno.
    (Para quem não compra tomate e muito menos no supermercado do Arno, saiba apenas que isso é caro.)


    Mesmo com a instalação de taxímetros, eu mesmo já andei em táxis que não o possuíam ligados, ou que o cara apenas passou um valor "bom" e me conduziu até o local desejado.
    Ou seja, os taxistas não são trouxas e não vão abaixar seu preço a custo de banana (e não pode ser do Arno, porque dai já estamos falando de valores altos).

    Não digo que os taxistas tem culpa de algo ou que devam cobrar R$0,50 centavos, uma corrida da balsa até a vila, mas que pelo menos haja um balanceamento de opções entre diferentes modos de transportes oferecidos a população.E isso tem que ser  pensado seriamente pela PMI.
    Pois levar alguém em cana por ter bebido uma cerveja, numa sexta-feira de vila é fácil.Agora, oferecer um transporte barato e de qualidade no horário de voltar, isso não se oferece.

    Os donos da Ilha - Documentário da cultura caiçara por Kiko Cardial

    Filho de família caiçara e nascido em solos paulistas, o autor do documentário "Os donos da Ilha", Kiko Cardial, de apenas 27 anos, aborda um assunto polemico envolvendo uma série de questões socioculturais vindas com a chegada da população, em sua maioria, de outros estados brasileiros, ao nosso ainda virgem, arquipélago de Ilhabela.

    Com aproximadamente 27 minutos e 30 segundos de vídeo,  o documentário que se encontra disponível também no Youtube, exibe uma série de depoimentos sobre as consequências que vieram a  sofrer os moradores do município que por aqui se firmaram quando este ainda era pouco conhecido.

    "O documentário foi uma experiência que refletiu o que eu sentia com relação à ilha naquela época. Foi o meu trabalho de conclusão de curso na faculdade de Rádio e TV, em 2007. Fizemos tudo obedecendo prazos apertados e logísticas desfavoráveis para a produção de um documentário mais denso e completo, como eu tinha a intenção de fazer.                                Saiu do jeito que saiu e as principais questões propostas foram colocadas."                                                        (Kiko Cardial - 2013)
    Os caiçaras, como assim são conhecidas as pessoas que nasceram e passaram sua vida em territórios litorâneos, tiveram um grande impacto quando o crescimento da tenologia e o desenvolvimento do país acabaram por facilitar a migração por solo nacional.

    Em Ilhabela, muitos dos relatos caiçaras contam que antigamente bairros centrais, como o próprio Perequê, eram muito ocupados pelos moradores que pescavam e ali se residiam.E hoje, já não se encontram mais em grande parte por essa região, e sim isolados em áreas como a praia do Jabaquara, Bonete e Castelhanos, por exemplo.

    Esse isolamento se deu como parte das diferenças culturais entre um caiçara e um paulista, por exemplo.
    O modo como veio crescendo a população de Ilhabela e a quantidade de turistas que aqui vinham passar suas férias, acabou por denegrir de certa forma, a cultura caiçara.
    "O morador das ilhas se defronta com um preconceito e com uma exclusão
    dupla: a de caiçara e a de ilhéu. (...) Este, para o veranista, sobretudo para o
    recém-chegado, tem de ser socialmente desqualificado para que a conquista da
    ilha como território do maravilhoso, do paradisíaco possa ser efetuada. O ilhéu é
    bom selvagem, fazendo parte do mundo natural somente quando aceita
    passivamente a expropriação de seu pedaço da paraíso, continuando a fazer parte
    da paisagem natural, enquanto toma conta da terra do novo dono. De bom
    selvagem, habitante do paraíso insular, parte da paisagem idílica com as variadas espécies animais e vegetais, o ilhéu-caiçara passa a ser considerado o destruidor
    do Éden. Nesse caso, o preconceito se torna ideologia que justifica a ação
    conquistadora...(DIEGUES, 1997, p.22-3)"

    O Documentário Os donos da Ilha se encontra disponível no youtube em três partes, pois na época do upload (2007) ainda não existiam maneiras para colocar vídeos muito longos.
    Além disso ele foi premiado como  melhor Vídeo Universitário Brasileiro, na categoria Vídeo Social/Resgate de Cidadania.


    Os donos da Ilha: parte 1



    Os donos da Ilha: parte 2


    Os donos da Ilha: parte 3


    População de Ilhabela pressiona investigações de compras publicas com valores superfaturados

    Diante a tantas denuncias levantadas neste ultimo de final de semana, moradores conscientizados e participantes de uma sociedade que deseja o crescimento saudável de uma Ilhabela ecológica e bem administrada, entraram com  um a sugestão e buscam meios de fazer um pedido a qualquer que seja o representante publico, que possa os ajudar a encontrar o caminho mais propício e rápido de se realizarem investigações para apurar o caso dessas compras com valores superfaturados.


            "Vereadores, cadê vocês exercendo uma de suas principais funções?!"
                                                         Questionam eles.




                                  Seguem abaixo matérias sobre as compras superfaturadas:

    O caso da Máfia Publica de Ilhabela - Prefeitura paga R$ 141.900,00 para colocação de 215 luminárias em vias publicas da cidade


    Por R$ 79.000,00 a Prefeitura de Ilhabela contratou uma empresa investigada por ser uma Organização Criminosa

    Ex major da PM, o atual diretor do hospital Mario Covas fala um pouco sobre o sistema de saúde em Ilhabela


    A Radio Cidade, pelo programa Opinião com Cacá Alberti, promoveu hoje um espaço para conversar com o diretor do Hospital Municipal Gov. Mario Covas, o sr.Eduardo Rosmaninho, sobre a atual situação em que se encontra o atendimento e o sistema de um dos mais procurados locais de enfermagem no município.

    Durante a conversa, Eduardo, filho de um dos médicos mais bem reconhecidos na história de Ilhabela, o já falecido Eduardo Rosmaninho, contou e explicou diversos assuntos questionados por moradores que participavam do programa, ligando ou enviando mensagem pelo próprio Facebook.

    Irmão do médico pediatra Alfredo Rosmaninho, que também atua no Hospital Mario Covas, Eduardo era Major da Polícia Militar do Estado de São Paulo e depois que se aposentou, recebeu a oportunidade de dirigir o hospital no mandato do atual reeleito prefeito Antonio Colucci.
    Nessa mesma época, seu pai já havia falecido há pouco tempo e encontrou ai uma boa oportunidade para retribuir o bom atendimento que teve durante a época de tratamento e bom serviço  reconhecido de seu pai.

    Nos últimos anos, o hospital municipal e todo o sistema de saúde tem decaído e moradores tem reclamado bastante da falta de leitos e diversos outros itens básicos necessários em um hospital.
    Entende-se que a saúde publica brasileira em geral não seja um dos pontos mais fortes que temos, mas não podemos deixar o nível decair ao ponto de existirem casos de três horas de espera para um simples atendimento.
    Segundo ele, o hospital tem melhorado em grande escala o seu atendimento na recepção de pacientes e no atendimento de doentes.Infelizmente, alguns problemas acabam criando transtornos, e por se tratar de um assunto tão polemico no país inteiro, acaba virando uma "bola de neve" sem tamanho para cima da administração.

    Um outro problema que tomou um grande tamanho aqui em Ilhabela, é o da dengue.
    O pequeno mosquito da dengue tem se proliferado em grande quantidade por diversos bairros do municipio, atingindo principalmente, aqueles que mais carecem de um sistema básico de saneamento.


    Segundo o diretor do Hospital Mario Covas, o Eduardo Rosmaninho, estes são os dados de dengue até o dia 12 abril:
    1289 notificações de suspeita de dengue
    |->576 casos de dengue
    |->476 negativos
    |->Resto ainda não foi levantado

    Destes casos:
    334 na Barra Velha
    48 Pereque
    70 Itaquanduba
    42 Agua Branca
    1 no Sul 
    Segundo o biólogo e ex-professor de biologia, Filipe Lott, no sul da ilha a incidência de casos é menor porque as condições climáticas (umidade+calor) ideais para a proliferação do mosquito não são favoráveis como aqui no centro urbano.

    Pelo Facebook, questionei algumas pessoas que se interessam pelo bem estar social e participam politicamente na cidade.

    Em poucas palavras, poderia me dizer como você qualifica a atuação do atual diretor do Hospital Municipal de Ilhabela, o Sr.Eduardo Rosmaninho?


    "Eu creio que ele tem problemas funcionais, ou seja, existe por parte de alguns funcionários alguma dificuldade de entender comandos.Rosmaninho é do bem, isso eu te garanto.
    É que aqui na ilha, diferente de Sampa, a cabecinha do povo é muito pequena, não fazem atualizações, não estudam, não avançam, e isso prejudica todo o processo."

    "Sei que ele é um cara que certamente tenta fazer o correto. O problema creio eu fica por conta da estrutura montada que fica a desejar e nem sempre se pode ter ação sobre isso ou mesmo se dá a autonomia necessária para quem quer trabalhar direito. Imagina alguém com uma boa vontade, mas os acordos e indicações colocam gente que não ajuda, aliás atrapalha e vc não pode fazer nada"

    Ficam aqui meus parabéns ao Sr. Eduardo Rosmaninho pelo cargo na administração do Hospital Publico de Ilhabela, buscando através de requerimentos e conversas com legisladores e executivos, a melhoria da infraestrutura e do atendimento do hospital.
    Que siga sempre trabalhando para melhorar o mais rápido possível o atendimento hospitalar, pois passar horas sentado(ou em pé por falta de cadeiras) para um simples atendimento, é uma vergonha e não pode ser admitido em uma ilha com menos de 30 mil habitantes.
    Cobre mais da prefeitura e da secretária.Contrate mais médicos capacitados e mantenha a equipe de funcionários em alerta para atender cada vez melhor os seus pacientes, que infelizmente, hoje foram chamados de CLIENTES.

    O caso da Máfia Publica de Ilhabela - Prefeitura paga R$ 141.900,00 para colocação de 215 luminárias em vias publicas da cidade

    O caso da Máfia Publica de Ilhabela, como assim será chamado no blog, apresenta um novo questionamento feito pelo munícipe Mauricio Costato, no grupo do facebook Eleições 2012.
    As provas foram retiradas novamente de contratos divulgados pelo site da prefeitura, na área Transparência Fiscal.
    Neste novo caso, a prefeitura contratou uma empresa para instalar 215 lâmpadas em vias publicas da cidade, por um valor nada mais nada menos que R$141.900,00.
    Em contato com eletricistas e engenheiros na área, uma empresa grande e bem valorizada não cobraria mais de R$80mil pelo serviço.

    Eu não sei vocês, mas parece que tem alguma coisa errada...talvez erraram na hora de digitar e tem uns zeros a mais.

                                                              Relação de Contratante e Contratada 

                                                                  Função da contratada


                                                             Valor efetuado pelo serviço


    Agora vejam esta figura postada pelo Costato mostrando como é a fachada da empresa contratada pela Prefeitura, no Google Street View.

    Por R$ 79.000,00 a Prefeitura de Ilhabela contratou uma empresa investigada por ser uma Organização Criminosa

    Neste fim de tarde de sexta-feira 12 de Abril, suspeitas sobre a contratação de uma empresa para prestar serviços à prefeitura foram levantadas no grupo Eleições 2012, pelo munícipe Mauricio Costato.
    Segundo ele, a Prefeitura teria feito a contratação de uma empresa para cuidar das redes sociais da prefeitura, pagando um valor de exatamente 79.000,00 reais.

    Além de ser um valor absurdo para uma tarefa consideravelmente "simples", Mauricio Costato continuou questionando a contratação da empresa, que curiosamente é a mesma que aparece em diversos links de investigações pela internet.


    "Essa empresa contratada está sendo investigada por ser uma Organização Criminosa, que cometeram, e ou ainda cometem, crimes contra a Fazenda Pública Municipal" - denunciou ele.

    A matéria a qual Costato se refere é esta, do Jornal da Net:
    "Esta investigação está voltada a, identificar, qualificar e se for o caso prender integrantes da Organização Criminosa, que cometeram, e ou ainda, cometem crimes contra a Fazenda Pública Municipal"
    (Siga lendo o relatório de investigação clicando aqui)

    Será que nossos representantes na Câmara Legislativa irão fazer uma de suas funções:
    Fiscalizar o executivo?Ou mais uma vez tudo será esquecido em poucos dias?!

    Contrato assinado pelo Colucci paga um valor de 79.000,00 à empresa

    As imagens abaixo fazem parte de um contrato feito entre a Prefeitura de Ilhabela (contratante do serviço) e a Luck Cine Video & Eventos (contratada pela Prefeitura), divulgados no próprio site da PMI na área de Transparência Fiscal.

    Abaixo comprova-se a relação Contratante e Contratada entre ambas(clique para ampliar)
    Nesta outra figura são colocados os objetivos da contratada (clique para ampliar)

    Agora segurem o ataque cardíaco (clique para ampliar)


                                  Link da área de Transparência Físcal: clique aqui 
                                  Link do contrato: clique aqui (PDF)

    Bonete e a simples soma do inútil com o desrespeito publico

    "Bonete, onde o mar, a beleza e a natureza se misturam formando um paraíso"
    Assim diz o site oficial da praia do bonete.

    Aos leigos, o bonete é uma praia localizada no lado sul de Ilhabela que conta com um isolamento geográfico, devido a sua localização, o que contribuiu para a preservação da autêntica cultura caiçara. Algumas técnicas como a de de esculpir canoas em troncos de árvores são praticadas até hoje pelos moradores, que tem a pesca como uma das principais atividades econômicas do local, além da agricultura e outras atividades.

    O Bonete é uma das praias mais procuradas pelo turista que vem a procura de sossego e paz.

                                                  
                                              E isso poderá estar em extinção

    Curtas da Sessão - De Bicicletas ao Rugby e passando também pela Mafia

    Aproveito este post para dizer que estarei escrevendo alguns dos principais requerimentos lidos e votados pela casa Legisladora, no bloco chamado "Curtas da Sessão". Acompanhem!


    Vindo do poder executivo
    O projeto de Lei 008/2013, que institui o Fundo Municipal de Manutenção do Corpo de Bombeiros de Ilhabela, foi votado e aprovado pelos vereadores por unanimidade, nesta ultima terça-feira, 9 de Abril.
    Basicamente, "é uma lei que criará um fundo de capital à equipe de bombeiros, tornando-os independentes quando o assunto for necessidade de otimizar, ou melhorar algum equipamento técnico, sem a necessidade de se estar correndo atrás do executivo possuir o valor necessário disso", explicou o vereador Luiz Paladino.Além disso, o vereador ainda utilizou a tribuna para parabenizar o prefeito, Antonio Colucci, que há quatro anos instituiu o o corpo de bombeiros em Ilhabela e o serviço da SAMU(serviço de pronto atendimento)

    Vindo do poder Legislativo
    O projeto de Lei, 009/2013, de autoria do vereador Carlos Alberto de Oliveira Pinto (Carlinhos – PMDB)  dispõe sobre a obrigatoriedade de inserção de um intérprete de Libras (Linguagem de Sinais) nos eventos públicos do município.
    O projeto de lei foi retirado pelo próprio Carlinhos, porque houve parecer da procuradoria Jurídica da CMI indicando que o projeto poderia ser vetado pelo Prefeito por vicio de iniciativa.Portanto, acabou por transformar o projeto em indicação para que o próprio poder executivo entre com um novo projeto, sanando esse vicio apontado pela procuradoria.

    Em prol do bem estar social e ambiental, o partido de oposição reage às Câmaras Subterrâneas



    E quando todos pensavam que nada mais se podia ser feito para ir contra a vontade do poder publico maior de Ilhabela, eis que o Partido Trabalhista Brasileiro, o PTB, liderado pela presidenta, Juliana Storti, dá um xeque-mate no projeto das Garagens Subterrâneas.
    Parabéns PTB, a população conscientizada e pensante agradece!


    Por meio do Facebook, o advogado do Partido Trabalhista Brasileiro de Ilhabela, Oliver Reinis,  divulgou a nota de esclarecimento sobre o caso.Leia a seguir e entenda melhor o ocorrido.


    Petrobras e a balança entre o bem social e o mal degradável

    (Miguel Pupo)
                                         
    A Petrobras sempre foi uma grande empresa Brasileira, que pela necessidade de exploração em território nacional e impactação em diversas áreas, teve que passar a investir no social e no ambiental de diversas regiões do país.
    No nosso caso, a Petrobras pagou a São Sebastião e Ilhabela um valor de aproximadamente R$124.000,00, até novembro de 2012, em royalties.

    Apoiando diversos projetos sociais nas comunidades mais carentes da cidade e desenvolvendo um pouco mais a economia da região (com royalties), a Petrobras também força a barra com a tentativa de ampliar ainda mais a sua atuação de impactação no canal de São Sebastião.


    Acredito que poucos tiveram problemas com a Petrobras, até o momento em que ela resolve dar um tapa na cara da população litorânea.


    Com o projeto de ampliar o píer do Tebar e triplicar a quantidade de navios que passarão pelo nosso canal, a Petrobras ainda não consegue nos provar de como sua SEGURANÇA é toda revestida para evitar acidentes com o óleo.
    Só para relembrar, 100% do petróleo de São Paulo passa por debaixo do nosso canal.
    (leia a matéria sobre a Ampliação do Tebar aqui)

    Vazamento de óleo preocupa população litorânea e agrava situação da Petrobras


    Funcionarios trabalham na contenção de óleo (g1)

    Nesta ultima sexta-feira, 5 de Abril, um acidente com vazamento de óleo prejudicou grande parte do canal de São Sebastião, e segundo novas informações, a quantidade de óleo derramado foi tanto, que o mesmo já se encontra em praias de Caraguatatuba, que fica cerca de 10 quilômetros distante da origem do incidente.
    Em entrevista para o G1, o capitão de fragata Alexandre Motta de Sousa, delegado da Capitania dos Portos, diz que o incidente ocorrido com o óleo "Aparentemente foi um vazamento pequeno".

    Nove praias do município de São Sebastião foram interditadas para o uso de banhistas devido ao derramamento de óleo.
    Segundo a assessoria de imprensa da empresa, o óleo já foi controlado e equipes da empresa trabalham para contenção e remoção do material.

    Projetos sociais e arrecadação econômica com royalties superam a degradação ambiental e a qualidade de vida no nosso canal?

    O que nos resta é refletirmos com o acontecido e pensar quantos derramamentos mais nosso canal terá que aguentar para se tocarem que Porto e Petróleo não combinam com a região?Pelo menos não 50% do petróleo Brasileiro e muito menos 100% do petróleo paulista.

    Quando o transporte coletivo publico se torna privado e segregativo

    O sistema de transporte publico nada mais veio ao mundo, se não para nos facilitar a vida.Com o proposito de agrupar mais pessoas em um único veículo, o transporte publico quando bem estruturado e administrado, se torna uma ótima maneira de circular pelas vias de um município, sem impactar tanto como o  próprio carro individual.
    Imagine que umas cem pessoas de um município entrem em um único ônibus seguindo um mesmo trajeto.Agora, imagine essas mesmas cem pessoas circulando pelo mesmo trajeto, porém, em cem outros veículos individuais.Assim se gera o trânsito caótico de diversas cidades do mundo, como por exemplo, o de São Paulo.


    E quando ele se monopoliza e não tem concorrente?


    [...]Quer dizer que algo está errado: ou a empresa está cobrando altos valores da contratante, no caso uma Prefeitura, por exemplo, ou a Prefeitura abusa e cobra da empresa uma cobrança maior para beneficio de ambos.Prejudicando o rendimento da sociedade em geral.



    Em Caraguatatuba, os munícipes estão cada vez mais desapontados com  a viação local, a Praiamar.
    Operando na cidade há quase 30 anos, e sem concorrência desde então, a viação vem abusando dos altos valores cobrados no ingresso e ainda oferecem um péssimo serviço de conforto e pouca segurança aos passageiros.

    "O serviço é caro, ruim e suas linhas sempre foram insuficientes, levando em conta o crescimento da cidade no período. Pra piorar, desde 2005, a empresa não contrata cobradores fazendo com que o motorista exerça dupla função, e, muitas vezes, provoque acidentes.".

    Assim se é descrito o serviço da Praiamar, por manifestantes a favor de uma mudança na empresa que presta os serviços de transportes  coletivos na região.

     
    Política & Cia : Copyright © 2013. Política & Cia - O portal de notícias políticas em Ilhabela - All Rights Reserved