Ultimas postagens :
Qual vereador merece ser seguir legislando?
Adilton Ribeiro
Dra. Rita
Sampaio
Luizinho da Ilha
Dr. Thiago
Profª Dita
Gracinha
Carlinhos
Valdir/Guarubela/Nagib*
Votar
resultado parcial...

    [Política & Cia] A usina hidrelétrica de Itaipu

    Com a construção da Hidrelétrica binacional de Itaipu, o Brasil perde uma das mais bonitas paisagens naturais existentes em seu território, o Parque Nacional das Setes Quedas..."uma das 7 maravilhas do mundo" segundo a população de diversos lugares do mundo.
    Sendo a a maior cachoeira do mundo, em volume d'água, o parque nacional das Sete Quedas foi inundada para dar origem, ao que futuramente viria a ser o alagamento feito pelo homem, para instalar a usina na região.
    A Usina Binacional Hidrelétrica de Itaipu, a maior usina hidrelétrica do mundo, em se tratando de potência, gera hoje 20% de toda energia consumida no Brasil.
    O custo total desta usina foi em torno de 12 bilhões de dólares, divididas entre investimentos Brasileiros e Paraguaios...
    Além disso, a criação da Usina Hidrelétrica de Itaipu no rio Paraná, acabou modelando o que é hoje a cidade turística de Foz do Iguaçu e diversas outras regiões próximas, onde além da visita à usina, também é bastante visitado as Cataratas do Iguaçu.
    Este é uma das grandes comparações que são feitas quando se fala em degradação ambiental devido a instalação de uma obra gigantesca, como no caso, uma Hidrelétrica...como a de Belo Monte.

    Leia abaixo um breve texto sobre a História da Usina de Itaipu

    A usina hidrelétrica binacional Itaipu é amplamente conhecida no território mundial por ser a maior em fornecimento de energia elétrica renovável para a população. A Usina foi edificada entre os anos de 1975 a 1982, por dois países que auxiliam em sua progressão: o Brasil e o Paraguai.

    Encontra-se situada no Rio Paraná que fica na fronteira entre os dois países. O nome Itaipu é de origem guarani e faz menção a uma pequenina ilha que existia no local, antes da construção da usina. Sua extensão é de 1350 km2, é responsável pela geração de 20% da energia elétrica distribuída no Brasil e 90% é utilizada pelos paraguaios.



    Panorâmica da usina Itaipu.

    História

    No ano de 1960, deram-se início as negociações entre Brasil e Paraguai para a
    construção da usina Itaipu. No dia 22 de julho de 1966, os ministros Juracy Magalhães e Sapena Pastor, decidiram assinar a Ata de Iguaçu, que manifestava o proveito de ambos os países para implantação que seria localizada no Rio Paraná.

    O acordo foi finalizado no ano de 1973, e assim deu-se início a construção da usina. No dia 5 de maio de 1984, a primeira geradora de energia Itaipu começou a funcionar, e assim foram construídas mais vinte unidades no total ao decorrer dos anos.

    Renegociação

    Hidrelétrica Itaipu.
    Os termos colocados no tratado encerram-se no ano de 2023. Porém, os paraguaios anteciparam-se e em julho de 2009, foram feitas renegociações de propostas do tratado. O Brasil então passou a pagar 3 vezes mais a quantidade que pagava ao Paraguai e autorizou que o excesso de força fosse vendido para qualquer outro país, de escolha dos paraguaios. Desta maneira acabou-se o domínio sobre a eletricidade  brasileira.

    Muitas pessoas de diversos países visitam a usina que é localizada em Foz do Iguaçu, e que acabou se destacando como atração turística do país brasileiro.

    A entrada é gratuita durante o dia, apenas a noite que há a cobrança de entrada. Mas o preço vale a pena: os apreciadores assistem a um show de luzes ao vivo    (via zun)

                           Documentário sobre a construção de Itaipu:




    GARAGEM SUBTERRÂNEA - Projeto de Lei aprovado pela Câmara Municipal de Ilhabela

    Dando continuidade ao post anterior sobre a aprovação da proposta de lei "Garagem Subterrânea em Ilhabela", leia a ata da sessão divulgada pela própria imprensa da Câmara Municipal.
                                                     
    Imagem satirizando a aprovação da lei é divulgada pelo Facebook como forma de protesto
                                                        Leiam até o final que vale a pena!


    Antes do término da ordinária, o presidente da Casa, vereador Carlinhos, convocou os demais pares para a realização de sessão extraordinária, uma vez que o prefeito municipal, Antônio Colucci, encaminhou projeto de Lei, juntamente com ofício solicitando que o mesmo fosse apreciado e colocado em votação em caráter emergencial. De modo que o PL 99/2012, de autoria do Executivo, foi colocado em pauta, assim como o PL 98/2012, de autoria do vereador Jadiel Vieira (Keko – PPL), ambos apresentados durante a realização da extraordinária.
    PL 98/2012 – APROVADO com um voto contrário (Professor Valdir) e uma abstenção (Professor Catolé) - De autoria do vereador Keko, autoriza a construção de garagens subterrâneas nos imóveis públicos e privados localizados em Ilhabela. A propositura prevê que os projetos de construção de garagens subterrâneas nos imóveis novos e usados deverão obedecer às normas de edificações, à s leis e regulamentos técnicos relativos a matéria e os objetivos básicos da legislação de proteção ao meio ambiente. Sendo de responsabilidade do Poder Executivo, a definição das regras para implantação das garagens subterrâneas. De acordo com o PL, todos os projetos serão submetidos a prévia aprovação dos órgãos municipais competentes e, também, do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico-Condephaat, quando se referirem a construção de garagem subterrânea no Centro Histórico de Ilhabela. A proposta determina que as construções iniciadas ou não, que já possuem o Alvará ou que estejam em análise para a sua concessão a data da publicação desta Lei, poderão sofrer alterações para dela se beneficiarem, atendidas todas as disposições pertinentes. Fica ressaltado na propositura que a construção das garagens não será exigida para aprovação de projetos pela Prefeitura ficando essa decisão exclusivamente a critério do proprietário do imóvel, desde que atendidas as exigências legais. Assim como, será de inteira responsabilidade dos proprietários que optarem pela construção de garagens subterrâneas a elaboração dos projetos e os custos para sua implantação. Vale ressaltar que segundo a matéria, as construções dessas garagens não serão computadas para efeito de cálculo da taxa de ocupação e do coeficiente de aproveitamento do terreno. Por fim, a proposta determina que o Poder Executivo regulamente e fiscalize o uso do subsolo destinado à implantação das garagens subterrâneas nos imóveis, aplicando as sanções cabíveis em caso de descumprimento das obrigações.
    Simcity saindo da tela do PC e virando realidade em Ilhabela

    O autor do projeto, vereador Keko, relatou que o crescimento vertiginoso da população turista e residente trouxe para Ilhabela muitos problemas antes inexistentes (estou rindo) como poluição, violência, além de outros, reclamando o delineamento de uma política para diminuir o impacto negativo da expansão urbana e o crescimento do turismo predatório. Segundo o parlamentar, com o grande aumento do volume de veículos e de tráfego no município, cresceu também a exigência de vagas para estacionamento, já sendo comuns os pontos de estrangulamento do trânsito e os congestionamentos, principalmente, nos feriados prolongados e na temporada.
    Keko ressaltou também que a ausência de vagas vem transformando vias públicas da cidade em garagens e esse uso anormal das ruas e avenidas de Ilhabela causa sério prejuízo ao sistema viário, gerando conflitos de tráfego entre veículos estacionados e em movimento, causando lentidão e congestionamentos no trânsito. Ainda de acordo com o par, sem as vagas de estacionamento muitos estabelecimentos comerciais usam as calçadas como área para estacionar, colocando em risco a vida de pedestres que transitam ou se utilizam das calçadas (Calçada?!Que calçada?!Esta aqui, Keko?Clique aqui para ver a calçada) , com uma forte tendência de agravamento, caso não haja nenhuma intervenção.
    No entanto, Keko salienta que a ampliação de vagas de estacionamento, não seja a única solução para o trânsito de Ilhabela (Boa garoto!), mas é certo que, aliada a medidas como a ampliação do transporte público e a estimulação de seu uso e de outras modalidades de transporte e da racionalização da utilização do espaço viário, pode se constituir num instrumento de promoção do meio ambiente.(PROMOÇÃO AO MEIO AMBIENTE?!WTF?) Levando em consideração que atualmente o município encontra-se no limite de sua capacidade de suporte e de recursos de seu território, surgiu a necessidade de se adotar medidas aptas a restringir a utilização do espaço viário.

    GARAGEM SUBTERRÂNEA - A Câmara de Ilhabela, na calada da noite, acabou de aprovar este projeto.


    Vereador Keko, autor do projeto.
    Nesta terça feira, 27/11, a Câmara Municipal de Ilhabela realizou ao final de sua sessão ordinária uma sessão extraordinária, onde foi aprovado projeto de lei criado pelo vereador Keko, permitindo a implantação de garagens subterrâneas em nosso município, com algumas pequenas diferenciações da antiga proposta, também vinda pelo vereador Keko.

    A discussão sobre o assunto já havia sido tratada em audiência pública com a população, a qual mostrou-se inteiramente contrária a este projeto absurdo.Além da ridícula ideia para buscar conter o intenso movimento de carros e falta de vagas no centro histórico, o projeto apresentado não possuía imagens, gráficos e muito menos estudos de impactos.

    Veja abaixo o que foi relatado por um internauta que assistiu a sessão via "sessão ao vivo" disponível pela propria Câmara Municipal de Ilhabela(link)

    Hoje ao final da sessão ordinária foi convocada uma extraordinária para acontecer logo na sequencia onde foi apresentado um novo projeto (com pequenas alterações) permitindo garagens subterrâneas em Ilhabela. O Autor foi o vereador Keko, votou contra o Valdir Veríssimo e o Catolé se absteve.
    ISSO É UMA VERGONHA."
    Favoráveis: Romeu, Keko, Valdir do Bexiga, Erick, Marinho, Marcio Garcia.
    Contra: Valdir Veríssimo
    Abstenção: Catolé
    Não vota: Carlinhos
    Agora basta aguardar para saber como a PMI fará a divulgação do projeto aprovado para termos um conhecimento básico de como será realizado e conhecermos mais detalhes sobre.

    Outro fato que intrigou a todos foi o voto a favor, dado pelo vereador Erick Pinna.
    O motivo pelo voto ainda não foi divulgado, mas agora veja o que ele declarou ao jornal Imprensa Livre na outra audiência sobre o mesmo projeto:
    "O vereador Erick Pinna Desimone (PSDB) salientou seu posicionamento contrário ao projeto: “Nunca tive dúvidas. Desde o início fui contrário à proposta, pois sei que não irá favorecer a população. O custo de uma obra como esta é muito alto e esses estacionamentos serão caros e nem todos poderão pagar. Eu mesmo não me imagino chegar na Vila e ter que pagar por um estacionamento subterrâneo”. Segundo o par, existem alternativas como bolsões de estacionamento e um transporte público decente. Turistas também se pronunciaram contra ao projeto e declararam que o visitante que gosta de Ilhabela quando chega à cidade quer andar a pé, de bicicleta e não vem atrás de garagens subterrâneas. “O turista que é favorável a essas construções, não é o turista que Ilhabela precisa”.
    (fonte:http://www.imprensalivre.com.br/novosite/noticia/13896/populacao-e-contra-projeto-que-autoriza-a-construcao-de-garagens-subterraneas-/)

    Preciso que alguém me explique urgentemente, o porquê que em época de eleições a frase 'VAMOS MUDAR ILHABELA JUNTOS' é tão repetida pelos candidatos, nos passando um ar de tranquilidade e de democracia, se quando é colocada em prática o JUNTOS não passa de uma ilusão vendida a todos nós?!?! (?).
                                                                  Somos burros demais? 

    A realidade do sistema carcerário no Brasil

    Um dos assuntos mais polêmicos retratados no blog, o sistema carcerário brasileiro traz consigo uma série de pontos que divergem em grandes aspectos sociais e acabam tornando-o um dos assuntos mais necessitados a ser debatido pela população, e principalmente, pelo poder publico.
    Dentre os tantos problemas sociais que possuímos em nosso país, o sistema carcerário adentra na discussão envolvendo, tanto os direitos humanos não respeitados, quanto a péssima condição de vida, como consequência de uma má administração pouco se lixando para quem está lá.

    A realidade das cadeias brasileiras
    "A partir do momento em que o preso passa à tutela do Estado, ele não perde apenas o seu direito de liberdade, mas também todos os outros direitos fundamentais que não foram atingidos pela sentença, passando a ter um tratamento execrável e a sofrer os mais variados tipos de castigos, que acarretam a degradação de sua personalidade e a perda de sua dignidade, num processo que não oferece quaisquer condições de preparar o seu retorno útil à sociedade."
    Há anos, muito se é falado sobre a 'Falência do Sistema Carcerário no Brasil', mas parece que nunca se é levado a sério.
    Paro para pensar: "Será que o fato, de serem pessoas que cometeram crimes, seja estupro, assassinato  assalto, roubo, e etc, estas pessoas não merecem um mínimo do direto humano?"
    Convenhamos que nosso coração e a raiva, acabam sempre dando um tico de peso na decisão da resposta.Mas será que se seguirmos tratando presos como lixo, menosprezando-os e maltratando cada vez mais, não seguiremos gerando mais e mais assassinos, ladrões e pessoas problemáticas com a vida e com o sistema?
    Nosso país não possui uma pena de morte.Ou seja, todo preso que entra, um dia sai[...] é aí que vive o problema!

    Segundo uma matéria da Folha São Paulo, o Brasil tem hoje 470 mil pessoas presas em celas, onde 94% são homens.Porém, a capacidade do sistema carcerário no nosso país, é de apenas 325 mil vagas, o que representa um preso e meio por vaga.
    Este é um ponto que muito se deve pensar: a excedência e a superlotação de vagas em celas.

    Voltando aos direitos humanos, como é que uma pessoa pode ter uma vida "digna", vivendo em uma cela com 100% a mais do que a sua capacidade aguenta?Onde dormem estas 100% de pessoas a mais?Estando fora da projeção estimada de leitos por celas, elas recebem tratamentos/alimentação e um básico de saúde?
    "As prisões e penitenciárias brasileiras são verdadeiros depósitos humanos, onde homens e mulheres são deixados aos montes sem o mínimo de dignidade como seres humanos que são."
    "Na prisão, dentre várias outras garantias que são desrespeitadas, o preso sofre principalmente com a prática de torturas e agressões físicas. Essas agressões geralmente partem tanto dos outros  presos como dos próprios agentes da administração prisional."

    Outro fato que se é encontrado neste processo de defasamento carcerário, é a falta de higiene encontrada em diversas matérias divulgadas pela televisão, jornais e postagens.
    Baratas, ratos e diferentes vírus e bactérias são bastante encontradas em celas e diferentes locais de uma prisão.
    Adentrando ainda mais na saúde básica carcerária, doenças sexuais também são bem comuns em cárceres.
    Quem aqui nunca ouviu ou viu em filmes, o cara que é preso e tem função de mulher dentro do presidio?Sendo obrigado a satisfazer a vontade dos outros presos mais respeitados e violentos entre as celas?
    Por este motivo, dizem que na cadeia a "lei do mais forte" também impera a "lei do silêncio", dando continuidade a este tipo de ação sem a prevenção de guardas ou agente carcerários.
    O HIV é uma das doenças mais encontradas, tanto em celas prisionais, quanto em celas de delegacias (outro item que também possui uma superlotação da sua capacidade).
    O fácil acesso de entrada e saída de objetos nas penitenciárias, permitem muitas vezes a entrada de drogas,como por exemplo, a heroína.
    O uso de uma seringa mal lavada e utilizada por uma grande quantidade de pessoas, com uma péssima saúde e alvo fáceis de doenças, é o que acaba fazendo com que grande parte da população carcerária obtenha o vírus da HIV.
    "Várias doenças infecto-contagiosas tais como tuberculose e Aids atingiram níveis epidêmicos entre a população carcerária brasileira. Descrevendo os presídios como ` um território ideal para a transmissão do vírus HIV ´, o Programa de Prevenção da Aids das Nações Unidas (UNAIDS) tem alertado continuamente as autoridades prisionais para que estas tomem medidas preventivas para evitar maiores índices de contaminação pelo vírus."
                                                       Veja o gráfico abaixo

    A desproporção entre o número de presos e as vagas oferecidas pelo sistema penitenciário; a relação de presos provisórios face aos condenados, por Unidade da Federação. (Fonte: DEPEN 31/12/2008)

    Semana passada, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, soltou a seguinte frase:
    "Entre passar anos num presídio brasileiro e perder a vida, eu talvez preferisse perder a vida"
    E para completar, ainda disse:
    "Temos um sistema prisional medieval, que não só desrespeita os direitos humanos como também não possibilita a reinserção."

    O pior de tudo é saber que isso é a realidade do sistema carcerário brasileiro...e mais além, é você perceber, que graças a péssima administração que nós possuímos, diversas áreas que deveriam receber incentivo e uma grande atenção publica, como a educação, são totalmente defasadas e não investidas.
    E graças a essa péssima geração de pessoas burras e de diferentes classes sociais exploradas, é que cada dia mais possuímos nossos presídios e delegacias superlotadas e defasadas.

    [Política e Cia] E se as ciclovias fossem suspensas?




    Usar a bicicleta como meio de transporte diário nas grandes cidades é desafiador. É preciso atenção, agilidade e uma dose extra de segurança. Principalmente se você viver em uma cidade que ainda não a enxerga como meio de transporte e não respeita seu espaço no trânsito. O perigo da convivência com carros e ônibus – que realmente existe em alguns lugares - faz com que muitos simpatizantes da magrela não enfrentem as ruas no seu dia a dia. É o caso do arquiteto inglês Sam Martin, que decidiu transformar seu medo em motivação.
    Martin projetou o SkyCicle, que, como seu nome sugere, pretende levar os ciclistas aos céus. A ideia é que a cidade de Londres, na Inglaterra, abrigue um túnel suspenso ligado às estações de metrô para servir de ciclovia. O arquiteto – que é diretor do escritório Exterior Architecture* - garante que a obra atrairá mais adeptos da bicicleta e que, no céu, as pessoas terão mais segurança para pedalar na cidade. Veja no vídeo abaixo como o SkyCicle funcionaria:
    Apesar de parecer muito futurista, o SkyCicle tem chances de sair do papel! Segundo declarações de Martin, o projeto agradou a Boris Johnson, prefeito de Londres, que já estaria conversando com a Network Rail, empresa que desenvolve e administra a rede londrina de metrô, para viabilizar o SkyCicle até 2015.
    Mesmo com a conversa em estágio inicial, já se discute se os ciclistas teriam de pagar para usar a via suspensa. A intenção é cobrar uma libra esterlina por viagem, taxa mais barata do que a cobrada pelo transporte público.
    (via Superinteressante)

    [Política e Cia]Taj Mahal será abastecido por energia solar


    Admirado em todo o mundo por sua beleza e pela história que envolve sua construção, o Taj Mahal é considerado uma das novas sete maravilhas do mundo moderno.



     O mausoléu, tão procurado por turistas na Índia, foi erguido, entre 1630 e 1652, pelo imperador Shah Jahan em homenagem à sua esposa favorita, que morreu após dar à luz o 14º filho do casal.
    Situado na cidade indiana de Agra, agora o monumento será abastecido por energia solar. Isso porque, em breve, o município ganhará uma usina movida à luz do sol. A obra, estimada em US$ 30 mil, já foi aprovada pelo Ministério de Energias Renováveis da Índia e será financiada pelo Fundo do Patrimônio Taj. A capacidade de geração de energia ainda não foi divulgada.
    O Departamento de Turismo iniciou o planejamento devido à frequente interrupção de fornecimento de energia ao Taj Mahal. No final de julho deste ano, a Índia enfrentou um apagão que deixou milhões de pessoas sem energia elétrica por dois dias.
    Sétima potência mundial em energia limpa, o país investiu U$ 10,2 bilhões em renováveis, o que representou um crescimento de 54% com relação a 2010. No entanto, a capacidade da Índia em gerar energia solar é uma das mais baixas, de apenas 0,4 GW. Para contornar o problema e investir em sua Missão Solar Nacional, o governo estabeleceu uma meta nacional de 20 GW até 2022.
    Você acha que reformar monumentos históricos, de importância nacional e internacional, pode contribuir com a mudança de mentalidade das pessoas para um estilo de vida mais sustentável?
    Foto: Wikimedia Commons

    A minha posição política


    Um fato que tem me chamado muita a atenção é a simples classificação partidária que eu tenho recebido durante toda a época de campanhas nas eleições deste ano, principalmente.
    O fato de ser crítico e julgador, quanto às medidas tomadas pela nossa atual administração, faz com que eu simplesmente seja 'arremessado' como aliado à oposição, seja 45 ou 23.
    É correto isso?!
    Como bem foi citado no grupo 'Eleições 2012 - Ilhabela', o povo, a sociedade civil é a real oposição que um governo necessita ter para que se haja um bom funcionamento político na região.
    Porém, me dá uma raiva quando vejo críticas à minha pessoa por haver opinado sobre um projeto, uma obra  desnecessária ou até mesmo uma simples atitude que a atual administração cometeu.

                                                  Afinal, devemos ou não devemos servir como opositores?!
    Continuando...
      Talvez a minha pouca base de informação e conhecimento sobre a história dos partidos políticos brasileiros e suas inacabáveis filosofias, não me permitam confiar e acreditar que sejam uteis e prestativos para com a população e suas necessidades (principalmente quando vemos a grandessíssima corrupção que rola solta com o dinheiro que, por exemplo, a educação não tem).
      Ultimamente um dos partidos que mais tem se houvido falar é o Partido dos Trabalhadores (PT).Que por coincidência, teve um grande numero de aliados sendo julgados no maior caso de corrupção ativa já visto na história política deste país, o "Mensalão".
    Além do PT, o cenário político é basicamente preenchido por um outro partido de oposição ao dos trabalhadores, o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).
    O PSDB é outro grande partido que também tem-se falado muito sobre diversos casos de corrupção, principalmente ligados a privatizações de empresas durante o mandato FHC.

    Mas voltando ao foco da postagem, talvez realmente seja muito complicado escolher um dos 30 partidos oficiais registrados no TSE existentes no nosso país, mas é uma real desgraça que por ser contrário a certas medidas da nossa política municipal, eu já acabe me tornando automaticamente um opositor ao seu governo.
    Acho que nada mais define a minha posição se não a utilização da palavra "Apartidário".

    Segundo o dicionário, uma pessoa 'apartidária', é aquela "que não segue um partido




    Então, por favor entendam que eu não defendo e nem ataco ninguém, apenas apresento os fatos e dou a minha própria opinião, baseada e concretizada graças aos F-A-T-O-S.
    Não tenho nada contra ninguém, seja vereador, prefeito ou até mesmo gari da prefeitura... e caso tivesse não seria postando e divulgando no meu blog que eu iria satisfazer a minha gana de raiva contra.



    [Entrevista Política & Cia] Vereador Luizinho da Ilha


    Eleito vereador com 530 votos, Luiz Paladino de Araújo, o Luizinho da Ilha é o mais novo representante do PC do B (Partido Comunista do Brasil) na nossa Câmara Municipal.
    Ele, que assumiu o o cargo de diretor de Obras Publicas na Prefeitura Municipal de Ilhabela, aceitou responder algumas perguntas para o blog.

    "Acredito em uma nova forma de fazer politica, onde devemos incentivar cada vez mais uma maior participação da população na politica de Ilhabela, principalmente dos nossos jovens."

    Para que o leitor conheça o entrevistado melhor, vamos as perguntas básicas e pessoais
    • Nome completo: Luiz Paladino de Araújo
    • Idade: 26 anos
    • Onde nasceu: Ilhabela - SP
    • Estado civil: Namorando
    • É formado?Em que?: Arquiteto e Urbanista
    • (Facebook do Luizinho da Ilha)
    Agora que já o conhecemos melhor, inciaremos as perguntas sobre sua candidatura e sua vida profissional 

    • É a primeira vez que você se candidata a um cargo político como o de vereador, por exemplo?

    Essa foi a 2ª vez, a 1ª vez foi em 2008, quando tinha 22 anos, ocasião em que fui o candidato a vereador mais jovem e fiquei como suplente.

    • O que se passou pela cabeça quando teve a notícia de que foi eleito vereador e com 530 votos, representando 3,57% dos votos válidos?!

    Nas primeiras horas a sensação foi de dever cumprido, de um sonho realizado de poder contribuir com o futuro da nossa cidade. Foi uma emoção muito forte, tanto pra mim, como para os familiares, amigos, colegas de trabalho e da faculdade, amigos da vela e surf, pessoas que estiveram direta e indiretamente relacionadas a essa campanha vitoriosa. Depois surge o sentimento de responsabilidade diante de tantos votos, mas sinto-me mais preparado do que nunca para cumprir meu papel na Câmara dos Vereadores.

    • Buscando uma campanha limpa, você não fez uso de cavaletes e nem mesmo de carros com musiquinhas irritante, divulgando a sua campanha.Como você acredita que conseguiu atingir a um numero tão grande de eleitores?

    Acredito em uma nova forma de fazer politica, onde devemos incentivar cada vez mais uma maior participação da população na politica de Ilhabela, principalmente dos nossos jovens. Fiz uma campanha da mesma forma que trabalho, sempre buscando inovar, pesquisando e buscando me aprofundar sobre as principais necessidades da nossa cidade. Esse espírito recicla e renova a nossa politica.O trabalho na Diretória de Obras Públicas também demostrou minha capacidade técnica de exercer um cargo importante para a nossa cidade.Assim, a união do trabalho e uma campanha limpa fez a diferença nessa grande vitória.E é assim que quero continuar trabalhando na Câmara de Vereadores, um trabalho limpo e honesto, sempre com responsabilidade e vontade de inovar na política.

    • Em poucas palavras, como você descreve o uso do Facebook nestas eleições (focando, principalmente, o grupo 'Eleições 2012 - Ilhabela'?

    O grupo Eleições Ilhabela, assim como outros grupos de discussão no Facebook, funcionam como termômetros para avaliar as opiniões da população (parte dela) em relação a alguns assuntos de interesse público, assim como para entender os diferentes pontos de vista. Sempre fiz uso das redes sociais, onde além do perfil no Facebook, tenho um blog, twitter e youtube. Todas essas ferramentas digitais me auxiliam a expor as minhas propostas, mostrar o meu trabalho e mobilizar a população e estar sempre próximo dos moradores e turistas da Ilhabela.

    • Com os resultado dos votos, você acredita que o eleitor esteve mais consciente e melhor informado para eleger melhores seus representantes públicos?

    Acredito que sim. A informação esta chegando cada vez mais rápido e todos devemos utilizar os diferentes canais de comunicação (redes sociais, jornais, revistas, rádio, TV) para embasarmos nossas decisões, principalmente na hora do voto. Afinal, o futuro da nossa cidade está em nossas mãos. Tenho como compromisso fazer um mandato “coletivo” e “transparente” durante os próximos 04 anos como vereador. Para tanto, vou utilizar dos mais diferentes canais de comunicação para manter a população informada sobre as minhas ações, conquistas e propostas, ampliar o meu trabalho e ajudar a construir um futuro melhor para todos os ilhabelenses.
    Vereador promoveu uma campanha limpa e sem cavaletes

    • A formação de arquiteto irá trazer algum valor acrescentado ao seu papel de vereador?

    Com certeza uma formação acadêmica tem grande importância para exercer a vereança, elaborar leis e fiscalizar o setor público. E quanto mais o Vereador(a) estuda, mais a cidade vai ganhar com isso.Além disso pretendo por em prática o que aprendi, principalmente, em projetos sustentáveis, com planejamento, eficiência e prazo de execução. Precisamos ter um crescimento sustentável na nossa Ilha

    • Qual poderá ser o papel da Câmara como fiscalizadora da qualidade das obras públicas —programa, projeto e execução— em Ilhabela?

    Além de ser uma função básica de todo o Vereador. como mencionei na resposta anterior, minha formação como arquiteto e urbanista vai me ajudar em muito na fiscalização da qualidade das obras públicas. E mais do que isso, ajudar a aperfeiçoar e conferir maior eficiência, para que os transtornos com obras sejam passageiros, mas os benefícios sejam duradouros.
    • Como Arquiteto, qual a sua opinião sobre Concursos Públicos de Arquitetura obrigatórios para elevar a qualidade dos projetos em Ilhabela?
    Acredito que seja fundamental a realização de concursos públicos, tanto na área de Arquitetura, como para qualquer área em que seja necessário conhecimento específico. A atual administração, após 10 anos, voltou a realizar diversos concursos público em diversas áreas. Acredito que essa seja a melhor forma de melhorar o atendimento oferecido a população, reduzindo o número de cargos comissionados e de confiança para ampliar as vagas para servidores concursados, implantando um plano de carreira e investindo na valorização do funcionalismo público em nossa cidade.
    • Durante a sua campanha, tanto em 2008, quanto esta em 2012, você defendeu o uso de transportes alternativos, como a bicicleta, por exemplo.Agora, como vereador, arquiteto e ex-diretor de obras do município, como você incentivará a população a fazer uso destes meios alternativos?
    Em 1º lugar vou defender iniciativas que melhorem a qualidade de vida em nossa cidade, que tenham sustentabilidade e que incentivem a prática esportiva. Acredito que o uso da bicicleta não pode ser restrito à recreação, mas deveria ser integrado ao sistema público de transporte como forma de melhorar a mobilidade urbana em nossa cidade. Em 2012, quando assumi como suplente de vereador, durante um curto período, apresentei um Projeto de Lei de Incentivo ao Uso de Bicicletas, que estarei retomando no próximo ano. Esse projeto consiste em campanha de conscientização, ampliação de ciclovias e ciclo-faixas e o empréstimo gratuito de bicicletas, por um período, em pontos espalhados pela cidade, como já acontece em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro. Mais do que bicicletas, precisamos rever todo nosso sistema de transporte na ilhabela, já tenho alguns projetos em mente e em breve vc ficará sabendo.
    • Como Presidente do Diretório Municipal do PCdoB em Ilhabela, você também defendeu a valorização Caiçara na grade curricular em escolas publicas, correto?Adentrando neste assunto e focando ainda em obras, como você acha que a atual administração (2008-2013) vem tratando a cultura Caiçara quanto as obras no Centro Histórico de Ilhabela?
    Sim, defendi e continuo defendendo. Quanto a atual administração acho que vem fazendo um bom trabalho, mas temos que melhorar sempre e é isso que farei como vereador. A construção de Centros Culturais, como do Green Park e da Praia Grande, a ampliação das oficinas culturais e as parcerias com grupos de incentivo a cultura caiçara precisam ser intensificados. As festividades tradicionais como a Semana Caiçara, os festivais da Sardinha e do Camarão, precisam contar com o apoio da Prefeitura e da Câmara de Vereadores. A maior riqueza de um povo está na sua cultura, e a cultura caiçara é extremamente rica e variada e pode se contribuir e muito para a nossa vocação turística, principalmente na baixa temporada.
    • Qual é a sua opinião como morador, defensor da cultura caiçara e vereador de Ilhabela, sobre a criação de uma estrada que ligasse-nos a praia do Bonete?E caso aprovada, seguiria lutando para impedir a criação se fosse contra?
    Sou contra abertura de uma estrada para veículos automotores (carros, motos, etc.). Acredito que podemos investir sim, na melhoria da trilha para oferecer maior segurança para o trafego de turistas e moradores. Assim como foi feito na passarela da Cachoeira da Laje, que trouxe segurança para travessia em dias de chuva. Uma obra que ainda vai contar com outras duas passarelas, na Cachoeira do Areado e e a última.Essa melhoria vai possibilitar um melhor atendimento da população boneteira, ampliar as alternativas turísticas, sem comprometer a preservação e o encanto desse paraíso chamado Bonete. Estive, recentemente, no Bonete e pude constatar a melhorias feitas pela atual administração, como a recuperação da escola, aparelhamento do Posto de Saúde, mas também pude ver que ainda há muito o que ser feito pela melhoria da qualidade de vida dos boneteiros.

    • Durante suas campanhas, tanto em 2008 quanto 2012, você teve muito apoio dos praticantes do esporte 'Kite Surf' principalmente.Qual é a sua opinião quanto a implantação de uma praça própria para o esporte utilizando-se da área, que futuramente sera derrubada pela PMI, do restaurante Gaudi, para a implantação da "Praça do Kite Surf", no local?

    Os velejadores, em geral, me ajudaram muito nessa campanha e agradeço muito por este apoio. A Praça de Vela já deveria ser uma realidade, afinal de contas, somos reconhecidos como a Capital Nacional da Vela. Quanto maior for espaço, um espaço bem projetado, maior a projeção do esporte no município.Precisamos honrar esse título, estimular a prática de esportes de vela, incentivando a participação de crianças e jovens nas mais diferentes modalidades, pois desta maneira estaremos investindo no cidadão do futuro, comprometido com a preservação das nossas praias, rios e córregos. Sempre acreditei no esporte como uma ferramenta de inserção social e como vereador vou estar empenhado nesse compromisso, no sentido de ampliar o acesso, a quantidade de cursos gratuitos e apoiando eventos esportivos em nossa cidade. Quanto ao local, acompanhei algumas discussões pelo Facebook que faziam ilações sobre uma possível represaria política. Não acredito nisso, um processo de desapropriação só pode ser levado adiante pelos critérios estabelecidos pela Justiça. Assim como foi feito no Portinho, em que a Justiça determinou a demolição de uma casa que estava inadimplente quanto ao pagamento de impostos e que ainda ocupava uma faixa de praia que deveria ser de uso público. Independente do local onde será construída, tenho um projeto sendo desenvolvido e que, em breve, você ficará sabendo.


    • "O PCdoB guia-se pela teoria científica de Marx, Engels e Lênin, e desenvolvida por outros revolucionários.Procura aplicá-la criativamente à realidade do Brasil e desenvolvê-la sem cessar".
    Esta é uma citação retirada do próprio site do PCdoB.
    Sendo Presidente do Diretório Municipal do PCdoB em Ilhabela, como você pretende implementar tais ideologias em nosso município?

    Sou um representante do povo, o povo de Ilhabela, a cidade onde nasci e escolhi para morar. Farei o que estiver ao meu alcance para melhorar a qualidade de vida dos moradores e para que principalmente a Ilhabela tenha um crescimento sustentável. Todos os partidos tem suas ideologias, cabe aos representantes adequarem a realidade de seus municípios. Estou DE OLHO NA ILHA, como você pode acompanhar no meu Facebook. Quero chegar na Câmara preparado para exercer meu papel como vereador. Vou fazer um mandato coletivo, onde todos podem opinar e discutir qualquer questão.Agradeço a você, que também é um jovem, a oportunidade para expor meus princípios e fique sempre a vontade para entrar em contato. Parabéns pelo seu Blog.
    Obrigado pelas respostas Luizinho!O blog e a população de Ilhabela agradecem!

    "Em Ilhabela, só metade da faixa de areia é do banhista" diz Estadão


    Barcos, vendedores ambulantes, jet skis e dezenas de guarda-sóis dificultam a vida do turista; e o tempo fica aberto durante o feriado

    19 de novembro de 2012 | 2h 03

    Disputar um lugar ao sol está cada vez mais difícil em Ilhabela, no litoral norte paulista. Banhistas concorrem com barcos estacionados, vendedores ambulantes, jet skis e um mar de guarda-sóis, que ocupa mais da metade da faixa de areia de algumas praias. E, por ser uma ilha, essa faixa já é mais estreita.
    Na manhã de sábado, na Praia do Curral, a mais badalada da cidade, mais da metade da faixa de areia estava ocupada por mesas e guarda-sóis dos quiosques ao longo da orla, tirando espaço dos banhistas, que tinham dificuldades para caminhar. Circular na praia de ponta a ponta requeria dose de paciência e exercício físico, pois era preciso se abaixar várias vezes para passar por debaixo dos guarda-sóis.
    Além disso, dezenas de vendedores ambulantes congestionavam o meio da praia, com redes, chapéus, óculos de sol, biquínis, cangas e até queijo coalho. O vaivém de pessoas interessadas em comprar alguns desses artigos fazia lembrar as movimentadas lojas do Brás ou da Rua 25 de Março, na capital paulista, em plena praia.
    "Estamos sendo cada vez mais empurrados para próximo do mar, uma vez que não tem mais espaço na areia", queixava-se a bióloga Solange Frederich, de 32 anos, que estava com o filho de 3 anos. "Ele gosta de fazer castelo na areia, mas com esse tumulto fica difícil e acaba parando muito próximo da água, o que é perigoso", acrescentou.
    Estradas. A disputa por um lugar ao sol pode agravar-se amanhã, uma vez que muitos turistas podem aproveitar o Dia da Consciência Negra no litoral.
    Conforme dados da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), mais de 1 mil cidades no Brasil terão o feriado - por determinação estadual ou municipal. Em 2011, esse número era de 780. Em São Paulo, a lista de cidades que festejam a Consciência Negra inclui São Paulo, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Guarulhos e Jundiaí, entre outras.
    Para o paulistano que só vai deixar a cidade para esta emenda valem as mesmas recomendações nas estradas feitas para a Proclamação da República (veja ao lado). Ou seja, é necessário cuidado rumo ao litoral sobretudo na Rodovia dos Tamoios, que receberá obras de duplicação.
    Ontem, a volta do feriado nacional provocou trânsito intenso na saída do litoral norte durante toda a tarde. Em Ilhabela, a principal avenida da cidade, estreita, registrava congestionamento de veículos que se dirigiam ao terminal de balsas. A fila para embarcar para São Sebastião levou entre uma hora e uma hora e meia.
    Às 20 horas, o motorista encontrava lentidão no sentido capital da Imigrantes por excesso de veículos, do km 70 ao km 67, na saída de Praia Grande e do km 32 ao km 28, em São Bernardo do Campo. Na Padre Manuel da Nóbrega, o tráfego lento no sentido capital era do km 292 ao km 289, em Praia Grande.
    Já para o interior e outros Estados, o pior cenário ainda é o da Régis Bittencourt (BR-116), com pelo menos cinco pontos com tráfego em meia pista hoje. Na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), há trechos sem acostamento entre Araçoiaba da Serra e Capela do Alto.
    Tempo. A massa de ar quente sobre o Sudeste ganha força a partir de hoje e deixa o tempo aberto em todo o Estado de São Paulo. Como o calor pode chegar a 30ºC no litoral, a expectativa também é de pancadas rápidas de chuva, de acordo com a empresa Climatempo. Na capital, também há sol e calor durante todo o dia, com possibilidade de chuvas isoladas na parte da tarde.
    (via Estadão)

    Ampliação do Porto e suas Manifestações


    Primeiro manifesto contra Ampliação do Porto de S.S
    "A partir de um tempo pra cá, o assunto do porto foi se tornando cada vez mais discutido e dialogado dentre toda população do Litoral Norte, conscientizando não apenas adultos e jovens, mas também atingindo crianças que pretendem seguir vivendo suas vidas em um local seguro, tranquilo e de bonitas riquezas naturais."

    Até metade do ano 2009, era visível a falta de informação sobre  o que seria essa tal 'Ampliação do porto de São Sebastião' e suas consequências para toda a região litorânea.Documentários, imagens e videos eram divulgados, mas ainda não era tratado, por toda a população, como um assunto a ser discutido e pensado no dia a dia.
    O amadurecimento de ideias e de cabeças pensantes, veio a partir de uma grande mobilização inciada por diversas entidades anti-porto e que visavam um mantenimento da fauna e da flora da região, dentre elas, o 'Instituto Ilhabela Sustentável', que atuou como "animadora" do manifesto "Porto sim, mas sem contêiner" (clique aqui para acessar o website).
    O manifesto do 'Porto sim, mas sem contêiner" ,visava o mantenimento do atual porto em questão e também uma otimização e reestruturação de suas utilidades, buscando assim, evitar a temida "Ampliação Portuária".
    O manifesto anti-porto, foi crescendo cada vez mais, e quanto mais o tempo corria até as audiências publicas, mais se via o medo e o temor da população que se conscientizava e buscava informar aos demais.
    Foi então, no final do ano 2011, que nitidamente se via o quão informada estava a população que não aceitaria fácil a derrota desta luta.As audiências aqueceram cada vez mais o sentimento de raiva e a necessidade de se manifestar, de modo que a mídia divulgue e descreva toda a ação contra da população contra a Ampliação Portuária.

     O primeiro manifesto anti-porto (vídeo à esquerda),      ocorreu no Centro-Histórico de Ilhabela, no dia 03 de Março de 2012.Contou com a presença de um numero superior à 400 pessoas, dentre eles esportistas, estudantes, cientistas, moradores e até mesmo turistas que estavam de passagem.
    Os presentes no manifesto ecoavam gritos e levavam consigo cartazes que questionavam o progresso que uma obra destas traria para a região.
    Toda a movimentação foi sempre organizada graças a criação de grupos e eventos compartilhados pelo Facebook, que cada dia mais, atraía e chegava a mais pessoas.
    Organizados pelo Estaleiro Bar, uma banda acompanhou o trajeto do manifesto sobre um carro alegórico, tocando graças a um gerador, a musica "Money", do Pink Floyd.
    Um teatro organizado pelos próprios manifestantes, evidenciava um dos mais drásticos problemas que a ampliação nos traria: a grande invasão de prostíbulos e o fim de uma "Ilha bela".
    Porém, mesmo com a presença superior a mais de 400 manifestantes, ainda não era o suficiente!E outros dois manifestos mais foram organizados e realizados: um em São Sebastião (local onde se ampliará a obra) e outro novamente em Ilhabela.

    Blogs de autores renomados, sites de imprensas e até mesmo a televisão, reportou o assunto da Ampliação do Porto, descrevendo a luta da sociedade civil em não permitir que tal projeto seja concretizada.
    O compartilhamento de ideias, imagens e críticas ao porto, partiram principalmente das redes sociais, que tiveram um importante papel para a conscientização geral do que se passava por aqui.
    Além dos compartilhamentos, foi muito visível a atuação jovem nas redes, principalmente no Facebook.
    Estes, escreviam e debatiam o assunto do porto, mostrando cada vez mais a importância que se tem a participação jovem, em problemas sociais que envolvem toda uma população.

    Acredito que a luta contra o porto não tenha se acabado, muito pelo contrário.Talvez o ar de "não sabemos o que está acontecendo" possa ser nitidamente visível, porém, tenho certeza que em breve, com a divulgação dos fatos e do acompanhamento do projeto em andamento, o ar de revolta contra o porto sempre existirá e prevalecerá!mantendo aqueles que não admitem o fim de um Litoral Norte de qualidade!



    (Para ler mais sobre o assunto 'Ampliação do Porto de São Sebastião", clique AQUI)

    "Ilhabela lidera ranking de praia poluída no litoral norte" afirma CETESB

    Um dos locais mais procurados pelos turistas no litoral norte paulista, as praias de Ilhabela foram, porém, as que ficaram mais tempo em situação imprópria neste ano.

    Segundo dados da Cetesb (agência ambiental paulista), compilados pela Folha, revelam que Ilhabela teve bandeira verde em todas as 15 praias monitoradas por apenas cinco semanas. Um aproveitamento ruim, se comparado com outras cidades da região.
    São Sebastião ficou na mesma situação por 15 semanas, Caraguatatuba por 18, e Ubatuba, que registrou a melhor condição, por 19.

    A poluição das águas de Ilhabela atingiu, em pelo menos uma semana, 11 praias da cidade, o que mostra que o problema está espalhado na orla do município.
    De acordo com moradores, apesar de muitas obras de saneamento básico estarem em curso na cidade, existe um outro problema, que também polui as águas do Atlântico e ainda é pouco combatido pela prefeitura local.

    "Há muitos quiosques, hotéis e restaurantes com fossas sépticas que ficam muito perto do mar. Essa é uma característica apenas nossa", diz Fernanda Carboneli, advogada e ambientalista da região.

    Certos lugares têm 50 banheiros ou mais.

    "Seria muito bom, pelo menos, uma fiscalização nesses locais para ver se as fossas estão sendo limpas", afirma.

    Mas o turista que for à Ilhabela nesta semana tem sorte: a medição desta semana mostra que a grande maioria das praias da cidade está apta para banho de mar hoje.
    Joel Silva/Folhapress
    Ilhabela (litoral norte de São Paulo) tem maior incidência de praias poluídas em 2012
    Ilhabela (litoral norte de São Paulo) tem maior incidência de praias poluídas em 2012
    ESGOTO
    Como a metodologia da Cetesb mede principalmente os coliformes fecais na água, apenas um investimento pesado em tratamento de esgoto vai resolver o problema das praias do litoral norte, que só tende a aumentar em feriados prolongados como o agora.
    Nos últimos anos, por causa do programa Onda Limpa, do governo do Estado de São Paulo, a situação tem melhorado, apesar de a evolução dos índices ser discreta.
    A situação é melhor no litoral sul paulista. Bertioga, por exemplo tem melhores condições durante boa parte do ano (veja quadro).
    O mesmo se repete em Mongaguá. Durante as 46 semanas deste ano, as praias ficaram próprias em 24.

    Ilhabela recebe neste feriado, a 1ª escala de cruzeiros turísticos


    Ilhabela recebe 1ª escala da temporada de cruzeiros 2012-2013 na véspera do feriado

    Nesta quarta-feira (14/11) chega o navio AIDAcara, e na quinta-feira (15/11), feriado da Proclamação da República, a cidade recebe pela primeira vez o navio MSC Magnífica. Até abril são esperados cerca de 348 mil turistas de transatlânticos


    O município de Ilhabela receberá nesta quarta-feira (14/11) a primeira das 132 escalas de navios de cruzeiro previstas para a temporada 2012-2013. A chegada do transatlântico AIDAcara, com capacidade para 1.186 passageiros, está prevista para 8h, no píer da Vila.
    Nesta temporada, que prossegue até 11 de abril, novos navios chegarão à ilha, como o MSC Magnífica, que fará sua primeira parada nesta quinta (15/11) - feriado da Proclamação da República. O navio comporta até 2.500 passageiros e mil tripulantes, sendo considerado um dos mais luxuosos da empresa. Só o seu teatro tem capacidade para 1,2 mil pessoas. Também pela primeira vez a cidade receberá ainda os navios MSC Fantasia, Costa Favolosa, Costa Fascinosa, Azamara Quest, L’Austral e Seven Seas Mariner.  “Este ano três navios deixaram de operar na costa brasileira, o que resultou na redução do número de escalas no país. Em contrapartida, outros dois navios maiores entraram, o que para Ilhabela deve significar um aumento do número de turistas”, apontou o secretário de Turismo e Fomento, Harry Finger.

     Ou seja, serão menos escalas, mas um número maior de pessoas desembarcando na cidade. A previsão é de 348 mil turistas nesta temporada (2012-2013) contra 259 mil no último período (2011-2012), crescimento de 34,25%. Ainda no fim de semana prolongado, a cidade terá a escala do Grand Mistral no sábado (17/11).
    A Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Turismo e Fomento, em parceria com o Parque Estadual de Ilhabela, promoveu um curso de capacitação para condutores e receptivo turístico. O curso, de caráter obrigatório, foi oferecido gratuitamente com o objetivo de capacitar e reciclar os agentes de turismo do município, de acordo com a Lei 651/2008, que regulamenta a atividade. Dentre os módulos apresentados destaque para a biodiversidade, geografia turística, comunidades tradicionais, história e cultura, normas da ABNT, ética profissional, Parque Estadual de Ilhabela, ecoturismo e primeiros socorros. 



                                                                             (via PMI)

    rua do meio reveillon na ilhaAdentrando neste assunto
    Me pergunto se a prefeitura planeja a cobertura da rua do meio...assunto que já foi discutido e comentado aqui no blog.
    Para ler mais sobre a cobertura da rua do meio, clique aqui

    Dicionário das palavras e siglas estranhas

    Sabe quando você está lendo alguma notícia nova, seja no meu blog ou no próprio Facebook/Jornal, e de repente começam a aparecer umas siglas que você não faz ideia do que venha a ser?!
    Pois bem meu caro amigo, por estas e outras é que eu decidi começar a anotar todas estas siglas e nomes de significados não conhecidos para postar e explicar o seu significado.
    Alguns são bem babacas, mas como somos todos diferentes e com conhecimentos diferentes, talvez o que pra mim seja X pra você pode chegar a ser Y+9.



    PMI
    Quando o assunto é política e se está falando de Ilhabela, não tenha duvida que o termo PMI é usado para representar: "Prefeitura Municipal de Ilhabela".

    SUS
    Sabe quando alguém está criticando hospitais e postos de saúde públicos por falta de equipamentos, profissionais ou até mesmo atendimento?Pois bem, neste caso o termo é utilizado em todo o Brasil, sendo um dos maiores sistemas de saúde publico do mundo, a sigla SUS representa: Sistema Único de Saúde

    DER/DERSA
    Iniciando pela DER, Departamento de Estradas de Rodagens, possui a função de melhorar as condições de infraestrutura e ampliar a capacidade de tráfego das rodovias de acesso a todos os municípios do país.
    Já a DERSA, Desenvolvimento Rodoviário S.A., é uma empresa responsável, por exemplo, para administrar travessias de Ilhabela e São Sebastião, pela água nas balsas.
    É também considerada a melhor empresa estatal para administração de rodovias, administrando, novamente,   travessias entre Santos e Guarujá, São Sebastião e Ilhabela

    GAC
    O Grupo de acompanhamento da Câmara de Vereadores de Ilhabela, foi criado este ano pelo IIS (saberá o que é jaja), e tem como objetivo acompanhar as decisões que são tomadas pelos vereadores em nossa câmara.As notícias e analises das sessões ocorridas na câmara são postadas no site do grupo ou via do Facebook, buscando conscientizar a população sobre as medidas que se estão tomando na nossa câmara e também fiscalizar os próprios vereadores e suas leis.


    CONDEPHAAT
    O Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico é o órgão subordinado à Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo criado pela Lei Estadual 10.247 de 22 de outubro de 1968.Para se construir, por exemplo, no centro histórico de Ilhabela, é necessário que a CONDEPHAAT esteja notificada para que não haja alterações do Patrimônio Histórico, por exemplo.


    CDHU
    Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo.A CDHU é responsável pela criação de conjuntos habitacionais nos municípios quando analisado e programado junto à prefeitura e o estado de São Paulo.
    Em Ilhabela, possuímos um conjunto habitacional do CDHU, no bairro do Reino.


    LOA
    A Lei do Orçamento Anual, é uma das leis elaborada pelo Poder Executivo, no caso do nosso, município a Prefeitura, que estabelece as despesas e as receitas que serão realizadas no próximo ano.
    Neste ano, a população civil se manifestou com um documento que visava alterar alguns itens da LOA 2013. Para saber mais clique aqui


    APP
    As Áreas de Preservação Permanente e outros espaços territoriais especialmente protegidos, como instrumentos de relevante interesse ambiental, integram o desenvolvimento sustentável, objetivo das presentes e futuras gerações.
    São áreas que não podem ser ocupadas para a construção se não houver algum tipo de documento que legalize a ação.

    Royalties
    No caso do petróleo, os royalties são cobrados das concessionárias que exploram a matéria-prima, de acordo com sua quantidade. O valor arrecadado fica com o poder público. Segundo a atual legislação brasileira, estados e municípios produtores – além da União – têm direito à maioria absoluta dos royalties do petróleo.
    Ilhabela, por possuir uma grande quantidade de petróleo descoberto em locais próximos a sua região, cobra royalties(R$) da empresa que extrai este petróleo, no caso a Petrobrás.
    Para ler mais sobre a alteração da lei que altera a distribuição de lucro dos royalties, clique aqui

    INPE
    O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais  atua nas áreas de Meteorologia e Mudanças Climáticas, Observação da Terra, Ciências Espaciais e Atmosféricas e Engenharia Espacial. Possui ainda laboratórios associados em Computação Aplicada, Combustão e Propulsão, Física de Materiais e Física de Plasmas. Presta serviços operacionais e singulares de previsão do tempo e clima, monitoramento do desmatamento da Amazônia Legal, rastreio e controle de satélite, medidas de queimadas, raios e poluição do ar, e realiza testes e ensaios industriais de alta qualidade
    Em Ilhabela, há pouco tempo ocorreu uma audiência por parte do INPE, para apresentar o projeto de instalação de radar meteorológico no pico de São Sebastião.Para ler mais, clique aqui

    Caso lembre de outras novas siglas/palavras, por favor, poste nos comentários que serão agregadas ao nosso dicionário das palavras e siglas estranhas :)

     
    Política & Cia : Copyright © 2013. Política & Cia - O portal de notícias políticas em Ilhabela - All Rights Reserved